Se Navadvipa-dhama é idêntico a Vrndavana-dhama, por que, então, fazer o esforço de ir a Vrndavana?






Embora Sri Vrndavana–dhama seja a mina de rasa (doçura amorosa), é impossível alguém alcançá-la. Logo, manifestando-se como Navadvipa, esse mesmo Sri Vrndavana-dhama capacita os seres vivos a saborear rasa.
 Os passatempos de Sri Radha-Krsna são a essência de todas as rasas, motivo pelo qual não é de uma hora para outra que se consegue a aptidão para adentrá-los. O simples ir a Vraja não confere rasa a ninguém. As ofensas são um dos motivos para rasa tornar-se virasa (insossa).

 Nesta terrível Kali-yuga, os seres vivos vivem atolados em ofensas. Como se isso não bastasse, suas vidas, tão efêmeras que parecem durar poucos dias, são assoladas por toda sorte de problemas. É impossível conseguir vraja-rasa mesmo que se a queira. Portanto, o motivo exclusivo pelo qual alguém logra tê-la é a misericórdia de Krsna.

 Por isso, a fim de conceder Sua misericórdia aos seres vivos, Sri Radha-krsna aparecem unidos sob uma só forma como Sri Gaurahari. Acompanhados de Sri Vrndavana–dhama, Eles surgem aqui em Navadvipa.

 A fim de capacitar as jivas a saborear rasa, Sri Gaurahari lhes proporciona um caminho pelo qual suas ofensas não representam obstáculo algum.

 Refugiando-se no santo nome e morando em Sri Navadvipa, o sadhaka capacita-se para saborear rasa, libertando-se de todas as ofensas.

 Dessa maneira, conseguindo a misericórdia de Sri Gaurahari, o ser vivo alcança Sri Vrndavana.

Fonte:    Sri Navadvipa-dhama-mahatmya de Srila Bhakivinoda Thakura

Quando poderemos ter um relacionamento com o Senhor Gouranga?

Sri Nityananda Prabhu responde a Sri Jiva Goswami:

  "Quem cultiva essas quatro boas qualidades  (humildade, tolerância, ausência de orgulho e respeito para com os demais)  sempre canta as glórias de Sri Krsna. O relacionamento eterno do sadhaka com Sri Caitanya Mahaprabhu só desperta a partir da conquista de tais qualidades".



Fonte:    Sri Navadvipa-dhama-mahatmya de Srila Bhakivinoda Thakura.