Como manter sua vida e praticar bhakti?

     Alguém que é qualificado para vaidhi-bhakti pode ganhar seu sustento por algum meio apropriado de  acordo com seu varnasrama. É benéfico aceitar riqueza de acordo com  a necessidade. Aceitar mais do que o necessário resulta em apego, que gradualmente destrói o bhajana. Não é benéfico aceitar menos do que o necessário, porque o resultado da escassez irá enfraquecer o bhajana pessoal. Portanto, quando não se está qualificado para o desapego completo (nirapksa), a pessoa deve aceitar os recursos necessários para manter sua vida e seguir suddha-bhati.
 
Srila Bhaktivinoda Thakur no Jaiva-Dharma cap. 20
 


Por que kirtana é tão importante?

Há muitas variedades de kirtana, krsna-nama, leitura dos sastras para outros, atrair outros para Krsna ao cantar sobre Ele, proferir orações para invocar Sua misericórdia, proclamar Suas glórias para outros, cantar bhajanas, orar para a deidade, oferecer orações e assim por diante. Kirtana é descrito como superior a todos os outros angas (processos) de bhakti, e isto é especialmente verdadeiro em Kali-yuga, quando somente kirtana pode conceder auspiciosidades para todos .
 
Palavras de Srila Bhaktivinoda Thakur
 

Em que estágio os bhaktas ficam livres de maya (ilusão) ?

  
  Um bhakta está livre das garras de maya desde o início de seu serviço devocional, mas a liberação completa dos dois corpos materiais (grosseiro e sutil), é somente obtida quando se alcança o  estágio de completa maturidade  em bhakti-sadhana. Antes disto, a pessoa se libera à medida em que é consciente de sua posição constitucional. As jivas alcançam completa liberdade de maya somente quando elas estão completamente livres de seus corpos grosseiro e sutil. Quando a jiva está firmemente estabelecida em bhava-bhakti, abandona seu corpo grosseiro e após isto ela abandona seu corpo sutil e se estabelece no corpo espiritual puro. 
 
                           Srila Bhaktivinoda Thakur no Jaiva-Dharma cap.17


O que é ser um rupanuga?


   

   Rupānuga significa especificamente seguir o estado mental de Rupa Gosvāmi. Se alguém seguir a disposição de Rupa Gosvāmi, então essa pessoa avançará em mañjari-bhāva, caso contrário não. Vallabhācārya não é um rupānuga. Svarupa Dāmodara não é um rupānuga . Quem é Svarupa Dāmodara? Ele é Lalitā. Ele é o guru de Rupa Gosvāmi e Rupa presta serviço sob suas ordens, mas Rupa tem um serviço especial que ele presta a Srimati Rādhikā e que Lalitā não executa. Svarupa Dāmodara serve Srimati Rādhikā e Krsna igualmente, mas com alguma parcialidade para Rādhikā. Porém, Rupa está totalmente absorto no serviço a Srimati Rādhikā. Essa é a índole de Rupa Gosvāmi.
   Se alguém possui o humor de Yasodāmaiyā, ou de amigo, como Subala e Sridāma ou de Lalitā, Visākā, Citrā, as asta-sakhis , essas pessoas não são rupānugas. Elas são rāgānugās. Elas são superiores a Rupa Gosvāmi. Svarupa Dāmodara e Raya Rāmānanda são superiores a Rupa Gosvāmi porque são Lalitā e Visākā. Porém, nós não podemos seguir Svarupa Dāmodara e Raya Rāmānanda, nós não podemos seguir Lalitā e Visākā - essa índole é diferente. Ela está além de nosso alcance, e nós não aspiramos a esse estado de espírito. Ao que ansiamos? O sentimento de Rupa Gosvāmi, Rupa-mañjari, de sempre servir Srimati Rādhikā, felizes na felicidade de Rādhikā e infelizes na tristeza dEla.
 
 Explicação de Srila Bhaktivedanta Narayana Maharaja

 

Como se tornar um raganuga bhakta?


    Um  raganuga-bhakta é aquele que está  seguindo ou praticando raganuga sob orientação de um guia autorizado. Raganuga é um tipo de sadhana-bhakti. É preciso praticar diligentemente neste mundo com uma determinação intensa para atingir ragatmika-bhava(. serviço devocional espontâneo).               

   Devoção que segue os passos de tal ragatmika-bhakti é chamado de raganuga-bhakti. Um ávido desejo de ser como aqueles parikaras (associados). Quando o coração tem esta lobha (avidez) para atingir o estado de espírito dos associados eternos,  gradualmente chega-se a esse estado real e natural. Essa lobha (avidez transcendental) não é encontrada no estado condicionado. Não se pode alcançá-la por si mesmo ou por seus próprios esforços. Ela não virá como resultado da capacidade mental e intelectual. Ela vem somente pela misericórdia de Krishna e pela misericórdia de um Vaisnava raganuga que se tem tal avidez. Sem a sua graça não se pode tê-la. Você tem que chegar ao ponto onde você deve tê-la por qualquer meio.
Por  Sripad Bhaktivedanta Madhava Maharaja

Qual é o tamanho de Navadvipa?

   A área de Sri Navadvipa-dhama é de dezesseis kroshas - cinquenta e dois quilômetros - e tem a forma de uma flor de lótus de oito pétalas, que são suas oito ilhas: Simantadvipa, Godrumadvipa, Madhyadvipa, Koladvipa, Rtudvipa, Jahnudvipa, Modrumadvipa e Rudradvipa.
   Antardvipa, que está situada no centro destas ilhas, é como o verticilo desta flor de lótus, e Sri Mayapura está situada no coração desta Antardvipa. Pode-se alcançar rapidamente amor por Krsna ao realizar sadhana bhajana em Navadvipa, e especialmente em Mayapura. O Maha-Yogapitha - a residência ou mandira de Sri Jagannatha Misra - está situado no centro de Mayapura, e neste mesmo Yogapitha, a mais afortunada de todas as jivas sempre tem o darsana do nitya-lila de Sri Gaurangadeva.

Como entender os semideuses?

   Os semideuses (devatas) como Shiva, Brahma, Surya, Ganesha e Indra, são dotados com qualidades parciais de Bhagavan (o Senhor)  fim de  reger assuntos do universo material. Eles receberam uma quantidade especial de opulências de Bhagavan para fazer isto. São considerados um tipo de encarnação especial. A natureza inerente e constitucional de todos esses devatas é que eles são servos de Bhagavan, e muitas jivas obtiveram bhagavad-bhakti através da misericórdia deles. Mahadeva, o Isvara de todos os devas, é tão completo em bhagavad-bhakti que é compreendido como não diferente de bhagavad-tattva. Esta é a razão pela qual os Mayavadis adoram-no como o supremo brahma-tattva.
 
Fonte: Jaiva-Dharma, cap. 13.

Quem deve adorar a deidade?

   A adoração à  deidade é essencial para as pessoas de pouca qualificação espiritual e particularmente auspiciosa para as pessoas de alta qualificação espiritual. Em nossa opinião, é apenas um dogma pensar que não é bom adorar a deidade. Não há lógica ou evidência no sastra que apoie este posicionamento.

      Srila Bhaktivinoda Thakur , no Jaiva Dharma cap.11

A importância da Deidade para o desenvolvimento espiritual.

      Embora uma pessoa possa a princípio se ocupar em gratificação dos sentidos, quando por algum motivo sua mente demonstrar um pouco de inclinação por Isvara e ela tiver darsana regular da deidade e ouvir lila-katha, sua natureza original de ser serva de Krishna irá se fortalecer. Quanto mais força esta natureza inerente se desenvolver, mais competente o devoto ficará para perceber o espírito diretamente. A única esperança de progresso espiritual para os menos qualificados é servir a deidade, ouvir e cantar sobre o Senhor. Foi  por esse motivo que mahajanas (grandes almas realizadas) estabeleceram o serviço a deidade.


         Por Srila Bhaktivinoda Thakur

Por que se deve adorar a deidade?

   Seria muito inauspicioso para as pessoas em geral, se não houvesse adoração às deidades. Ao sentirem-se inclinadas a prestar serviço ao Senhor, as jivas comuns desanimam se não conseguem ver a forma da deidade do Senhor diante delas. Em religiões nas quais não há adoração a deidade, os membros situados em um nível inferior de qualificação espiritual são bastante materialistas e esquecidos de Isvara, ou vivem em estado de distração. Portanto, a adoração à deidade é o alicerce da religião para toda a humanidade.
 
 
Palavras de Srila Bhaktivinoda Thakur
 

Os descendentes de Vaisnavas merecem algum respeito especial?

    Honra se presta àqueles que são Vaisnavas de verdade. Se os descendentes de Vaisnavas forem Vaisnavas puros, deverão ser honrados na medida de seu avanço  em bhakti. Se o descendente não passar de um homem mundano, deverá ser considerado como um homem mundano. Não deverá ser honrado como um Vaisnava.
    Devemos demonstrar o respeito apropriado a um Vaisnava, e aqueles que não são Vaisnavas, o respeito devido a todo ser humano. Quem não se mostra respeitoso com os demais não adquire a qualificação necessária para cantar sri-nama.
 

                                           Por Srila Bhaktivinoda Thakur

Se a deidade que é adorada foi modelada por um ser humano, como pode ser eterna?

   A forma transcendental de Bhagavan de eternidade, bem-aventurança e conhecimento é em primeiro lugar revelada à consciência pura da jiva,  e então ela é refletida na mente . A forma externa da deidade é modelada de acordo com esta forma transcendental revelada na mente e pelo poder de bhakti-yoga, a forma sac-cid-ananda de Bhagavam manifesta-se então na deidade. Quando  o devoto tem darsana da deidade, esta deidade une-se a forma transcendental de Bhagavam que o devoto vê em seu coração.


 Por Srila Bhaktivinoda Thakur